minimalismo

Minimalismo: um estilo de vida

Você é aquele tipo de pessoa que costuma questionar a vida, sempre em busca de respostas sobre a existência do ser humano, mas ainda assim tem a sensação de que seu interior está vazio enquanto você olha todas as coisas que possui e está sempre adquirindo mais para tentar preencher esse vazio? Talvez esse texto lhe ajude a compreender algumas coisas. Talvez você precise de um novo estilo de vida. Um estilo de vida Minimalista.

 

capas_minimalismo um estilo de vida

Você já deve ter ouvido a famosa frase: Menos é mais. Ela resume perfeitamente o minimalismo, um estilo de vida que se vive com menos coisas para ter mais espaço, tempo livre e energia vital.

Esse movimento vem ganhando força nos últimos anos devido às crises econômicas mundiais, à conscientização crescente com o meio ambiente, à busca pelo bem estar e contra o consumismo exagerado. Porém o movimento não é recente, o mesmo percorreu diversos momentos do século XX influenciando movimentos artísticos, culturais e científicos, movimentos contra culturais como o punk e o hippie, que questionavam a sociedade pelo consumo excessivo. Porém, o conceito de reduzir excessos é muito mais antigo, ainda no século 4º a.C. o Estoicismo, uma escola filosófica da Grécia Antiga defendia a felicidade como objetivo central da vida e para tal a vida deveria ser simples e em harmonia com a natureza.

Parece que o “caminho para a felicidade” sempre esteve ao nosso alcance, mas acabamos optando por outros trajetos.

Acontece que desde pequenos somos educados pelo meio que nos cerca. Crescemos com a ideia de que para sermos felizes precisamos obter coisas: o melhor brinquedo, o melhor estudo, melhor carro, casa, roupas e por aí vai. As mídias estão sempre criando a ilusão que aquilo que você compra lhe fará mais importante, notado, vencedor. Quando você é escravo dessas ideias sente um prazer momentâneo ao adquirir coisas para logo depois sentir-se vazio e ter mais uma vez o desejo de comprar novamente, caindo num círculo vicioso.

Se você não está feliz vivendo dessa forma, continue lendo.

minimalista2
Foto: Google Images

O minimalismo não se resume apenas na redução do consumo, na decoração clean, no padrão de cores monocromáticas escolhidos para roupas, etc. Questões como sustentabilidade, saúde (ansiedade, distúrbios alimentares, etc.) bem estar físico, mental e espiritual são levados em conta.

stone-pebble-stack-material-zen-meditation-989973-pxhere.com
Foto: PxHere

Não pense que esse estilo de vida é viver sem nada, sem consumo ou na pobreza. Os minimalistas não buscam construir uma sociedade alternativa. Quem adere a esse estilo de vida trabalha, veste-se normalmente e também consome. Minimalismo não é ter menos do que precisa, mas sim ter o suficiente, comprar sem culpa, de forma consciente. É comprar menos, mas com qualidade.

No próximo post vou falar por onde começar para aderir a esse estilo de vida, pois é um exercício diário de desapego em troca de uma vida mais simples, leve e feliz.

 

 

 

2 comentários em “Minimalismo: um estilo de vida”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.